top of page
  • pedrorangelpsicolo

Ninguém está realmente bem.

Atualizado: 23 de fev.


Estamos vivendo... sobrevivendo... levando a vida como podemos... correndo atrás do que precisamos e do que não precisamos, do que desejamos e do que nem sabemos exatamente por que desejamos.


Idosos com medo da morte, de deixar seus filhos e netos desamparados, porque hoje muitos ainda são o sustento das famílias, mesmo quando deveriam descansar.


Homens e mulheres lutando para manter seus casamentos diante dos ataques da ocupação exagerada, da difícil tarefa de cuidar dos filhos e da promiscuidade que ronda os ambientes virtuais e invadem nossas casas.


Homens com receio de ser menos homens, porque as mulheres estão se fortalecendo.

Mulheres temendo ser menos mulheres, porque os homens estão menos responsáveis pela proteção da família.


Jovens e adolescentes perdidos em meio a escolhas que não conseguem fazer, diante de opções nefastas que corrompem a mente e o corpo, tragados por ilusões de sucesso ou expectativas de prazeres fugazes.


Crianças sem cuidado, sem correção, sem afeto, sem os olhos atentos de pais e mães que não conseguem se desprender das correntes que os lançam para fora de casa.


Ninguém está realmente bem.


Talvez seja ingênuo e irreal propagar um movimento de mudança em grande escala, mas é bastante possível que corações mais sensíveis e olhos mais atentos enxerguem neste texto (ou em tantos outros semelhantes que existem por aí) uma pequena oportunidade para escapar da morte mental.


Você está bem? Está realmente bem? Se não estiver, ainda há tempo para desconstruir, consertar e construir.

16 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Coragem não é o mesmo que não ter medo.

"Coragem não é o mesmo que não ter medo, mas reconhecer para si mesmo que o medo existe e, ainda assim, decidir enfrentá-lo". Não sei se essa frase tem algum autor importante na história, mas eu já di

Por que não estou nas redes sociais?

Sou da época do Skype, Messenger, ICQ e Orkut. Utilizei as ferramentas de vídeo e mensagem para conversar com meu pai, que morava em outro país, mas, por total falta de interesse, fiquei de fora da pr

Pai, mãe e casal.

Não sou terapeuta infantil, mas, quando estou em sessões com casais, frequentemente sou demandado a fornecer orientações a respeito da criação de filhos e de resoluções de problemas envolvendo criança

Comentários


bottom of page