top of page
  • pedrorangelpsicolo

Novos começos.

Você já quis poder recomeçar? Pedir perdão? Dizer o quanto você ama? Estar junto com alguém novamente? Retornar àquele momento em que tudo parecia perfeito, exatamente como deveria ser, como parecia determinado a ser, mas que foi destruído pela maldade, pela negligência, pelo erro ou até mesmo pelo acaso?


O que fazer quando esse recomeço não é possível, pelo menos não no momento em que você precisa ou deseja, e quando o coração aperta e as lágrimas não podem ser contidas?


A vida não é um conto de fadas, a mágica não sai das telas do cinema e os sentimentos humanos não se apagam ou se modificam da noite para o dia. Mas o amor, a tristeza, a saudade e também o perdão nos fazem humanos, e nos ensinam a viver enquanto nos apertam e nos moldam. Esquisita ou injusta, a vida precisa ser sentida, com sua beleza e com sua estranheza.


Cada um tem a sua história, seus encontros e desencontros, suas certezas e seus sonhos. Não apague o que você viveu. Se não puder voltar de onde parou, novos começos vão se apresentar. Sim, talvez nenhum desses novos começos supere o tão desejado recomeço, mas aprender a lidar com isso também nos faz mais humanos. Mais resistentes, mais fortes, mais preparados para aceitar, para modificar, para lutar, para viver e sobreviver.


Novos começos que exigem de nós ousadia para arriscar e novos começos que demandam de nós coragem para enfrentar. Ousadia para arriscar novos relacionamentos, novos projetos ou mudanças em nosso repertório afetivo e comportamental. Coragem para enfrentar o erro e a vergonha, para reatar laços, erguer o que foi lançado ao chão, fazer sorrir aqueles que por nós foram feridos, limpar e organizar o lar abandonado que ainda abriga seres que tanto amamos.


Começar o novo ou começar de novo... enquanto houver vida... para que a vida nos faça sentido.

9 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Coragem não é o mesmo que não ter medo.

"Coragem não é o mesmo que não ter medo, mas reconhecer para si mesmo que o medo existe e, ainda assim, decidir enfrentá-lo". Não sei se essa frase tem algum autor importante na história, mas eu já di

Por que não estou nas redes sociais?

Sou da época do Skype, Messenger, ICQ e Orkut. Utilizei as ferramentas de vídeo e mensagem para conversar com meu pai, que morava em outro país, mas, por total falta de interesse, fiquei de fora da pr

Pai, mãe e casal.

Não sou terapeuta infantil, mas, quando estou em sessões com casais, frequentemente sou demandado a fornecer orientações a respeito da criação de filhos e de resoluções de problemas envolvendo criança

Comments


bottom of page